Fórum de partilha

Pode utilizar o fórum para partilhar ou colocar qualquer questão.

Os comentários serão da exclusiva responsabilidade de quem os escrever, no entanto tentaremos ser criteriosos na sua apresentação agradecendo denuncias no caso de abuso como conteúdos ofensivos ou publicidade.

Não precisa de fazer qualquer registo. Basta dizer o nome ou forma como quer ser reconhecido, o assunto e preencher a caixa de mensagem com o seu comentário ou partilha.

Este e um site pessoal, não pertence a algum centro ou clínica.

Se chegou aqui e quer ajuda, está no trilho certo. Ajuda existe. Busque ajuda online ou aí perto, seja em reuniões, terapias, livros, programas online. Busque ajuda até encontrar.

Fórum de partilha

Re:Re:redes sociais-adiçao

Data: 14-02-2012 | De: Sofia

Esta é das tais. Como a adicção ao trabalho ou a comer de forma descontrolada.
As redes sociais são bem aceites pelo senso comum, milhões de pessoas estão registadas, conseguimos chegar virtualmente a todo o mundo, podemos ser validados como não nos sentimos na "vida real". Ganhamos tempo de antena, visibilidade e uma sensação de aparente importância.
Adicção é todo o hábito que cria desequilíbrio e descontrole sobre outras áreas da vida do indivíduo. Esta definição cobre todas as formas de adicção.
Só desactivar contas, é uma forma de abstinência a seco.
Claro que é fundamental, mas depois há que fazer uma análise objectiva e corajosa da nossa vida e perceber que vazio estamos a tentar cobrir. Essa é a nossa área da nossa vida que precisa de ser reposta. E isso é tão difícil que é preciso ajuda. E a ajuda certa chega quando admitimos a ingovernabilidade das nossas vidas.

Re:Re:redes sociais-adiçao

Data: 27-04-2012 | De: César Augusto Pereira

Você cometeu um erro ao usar seu perfil pessoal para partilhar seu dia a dia. As pessoas que estão em redes sociais em sua maioria só querem fazer número de amigos. Muito poucos dão atenção ao que se passa em nossos corações. Eu mesmo estou excluindo grande parte dos que estão em meu Facebook pois não me acrescentam nada. Sou um adicto também e muitas vezes me senti tentado a partilhar meus sentimentos mas tive tempo de pensar duas vezes. Por isso pretendo montar uma comunidade no face sem vínculo com minha página pessoal pois percebi que como nós são muitos com o mesmo problema. Agora estou de cama a quase dois meses. Tive câncer e tratamento terminou a pouco tempo. Perdi tudo para poder pagar exames, remédios e parte do tratamento, inclusive meu notebook e pelo celular não dá para montar. Só quando eu estiver bem e puder voltar a trabalhar ou ir a uma lan house. Semana que vem vou me internar no Regional para refazer todos os exames pois os médicos aqui em Campos do Jordão acham que o câncer voltou no estômago e não tem como avaliar aqui. Não sei se vão publicar meu email mas vai lá. espatulamagica@gmail.com Abraços. César

Informações sobre Co-dependencia

Data: 06-01-2011 | De: Wilson

Estou criando junto a outros voluntarios um Clube de Mães de dependentes na comunidade onde atuamos e gostaria de sugestoes de como conduzir estas reuinioes que aconteçeração um vez por semana.

Re:Informações sobre Co-dependencia

Data: 14-05-2011 | De: sofia

Peço desculpa, retomei o site hoje, depois de uma longa ausência na qual cuidei de outros projectos. Vi agora a sua questão e gostava de sugerir a literatura de CODA e a metodologia e sugestões de Co-dependentes anónimos... que pode ser muito boa.
Leituras de livros dedicados ao tema, partes de texto lidos em grupo e depois cada uma comenta de que forma se relaciona com o texto lido na sua experiência presente...
O poder das reuniões de CODA é o facto de serem seguida por tantos, tantos milhares no mundo, com resultados e com uma estruturação testada.
No entanto o mais importante é o poder de um grupo de apoio mútuo, identificação e não julgamento. No qual ouvir e entender é melhor do que ficar a dizer à outra mãe o que fazer.
Co-dependentes costumam ter esta resposta compulsiva. Querer resolver o sofrimento dos outros rápido.
O desafio aqui, é mesmo cada uma fazer seu caminho na oração da serenidade enquanto usufrui da benção imensa que é estar junto de quem entende profundamente essa realidade de dor e desespero.

Muita força
Sofia

plano prevençao recaida

Data: 09-08-2010 | De: pedro

Bom dia. Parabens pelo site. Muito bom.
A minha questao: conheço um programa de prevençao para recaidas, que tem base em experiencias realizadas nos Esados Unidos. Sao nove passos, com 11 fases que agrupam uma lista de 47 sinais de aviso/sintomas. Tendo estudado esse material, pareceu-me ser uma excelente ferramenta de apoio, muito pratica e optima para trabalhar a recuperaçao no dia a dia. Individualmente e em grupos, tanto com os internso de um centro de recuperaçao com quem colaboro, como com os ex-internos que buscam revisao e acompanhamento. Alguma pista para um forum especificamente dedicado a PPR? Agradecia essa informaçao.
Grato.
Pedro

Re:plano prevençao recaida

Data: 09-08-2010 | De: 12passosdevida

Olá, Pedro.
Obrigada por participar e partilhar informações e dúvidas.
Não gostaría de nos falar mais um pouco desse programa de 9 passos em 11 fases?
Quanto a comunidades online sobre Prevenção para Recaída, existe muita coisa.
Existem comunidades fóruns, partilhas de AA por mail e reuniões de grupo em chats.
Muita coisa em inglês, alguma em português.

http://www.aa-areasp.org.br/portal/irmandade/internet.html aqui funciona uma mailling list de partilhas com plantão telefónico 24/7

http://www.aaonline.net/ Neste link existem reuniões de AA em chat, idioma Inglês

http://www.aa-intergroup.org/directory.php Aqui organizam-se reuniões em diferentes idiomas, mas também dentro de outras especificidades.

Alguns grupos dentro de yahoo groups estão a desenvolver-se, vale a pena pesquisar

Existe ainda outra sala de chat em torno da recuperação em http://www.aabrasilportugal.org/

Muita coisa, muitos caminhos e ainda mais do que estes.
Boas pesquisas.

Se encontrar algum espaço particularmente bom, partilhe aqui e todos ficarão a ganhar.


Tudo de bom
12 passos de vida

Re:Re:plano prevençao recaida

Data: 09-08-2010 | De: franclin

os passos são:
1-Estabilização
2-Auto-avaliação
3-Educação sobre a recaída
4-Ident. dos sinais de aviso
5-Como lidar com os sinais de aviso
6-Treinamento do inventário - aprender a ter perceção consciente dos sinais de aviso quando surgirem.
7-Revisão periódica
8-Envolvimento de pessoas significativas - criação de rede de intervenção de pessoas que possam ajudar.
9-Acompanhamento-atualizar o plano prevenção a recaída regularmente.
Só por hoje
franclin m

Fases do plano prevençao recaida

Data: 09-08-2010 | De: pedro p

Os nove passos do Programa de Prevenção à recaída (PPR) que eu sigo são baseados no modelo de Terence Gorski (ver em http://www.tgorski.com/).

As "fases" são uma forma de agrupar todo um conjunto de sinais de aviso. Apenas uma das possíveis. Esses sinais de aviso são 47 sintomas e/ou problemas, que aparecem durante o período de recuperação e que ajudam a fazer a prevenção. Esses sinais de aviso foram elaborados com base na experiência de pacientes recém-saídos de centros terapeuticos e que recaíram APESAR de serem precisamente aqueles em que os terapeutas mais certos estavam de que a recuperação sería um sucesso. Com base nesses casos, foi elaborada uma lista de sinais de aviso que se verificaram, comuns a esses pacientes, mas que foram negligenciados. Objectivo foi criar ferramentas de trabalho para esses pacientes, de forma a que quando voltassem a ter uma PERCEPÇÃO CONSCIENTE desses sinais de aviso, agissem de forma a evitar a recaída. Essa percepção consciente tem de ser aprendida e treinada. Tem de ser feita a manutenção.

As fases são:
1 Sintomas internos (perda de memória, dificuldade de concentração, etc)
2 Retorno da Negação
3 Esquiva e comportamento defensivo
4 Construção da crise (com vários tipos de sinais)
5 Imobilização
6 Confusão e reação exagerada
7 Depressão
8 Perda de controlo do comportamento
9 Reconhecimento da perda de controlo
10 Redução de opções
11 Volta ao uso

Todas estas fases englobam vários sintomas. Cada indivíduo tem um padrão único de sinais. Só ele pode identificar os seus. Mas pode ser ajudado nisso.

Desde que sejam identificados os sinais, pode ser feito algo antes que seja tarde. Por exemplo pedir ajuda, antes que haja o mecanismo da rejeição aberta de ajuda e outras formas de negação.

Agradecido,

Só por Hoje

Pedro P

sobre o site

Data: 07-06-2010 | De: Flavia

Faço parte de uma equipe que atua em um Centro Terapêutico de tratamento e recuperação para dependência química, transtornos mentais e alimentares. Quero dizer que achei esse site mto interessante, uma vez que tra muita informação para quem está buscando ajuda, para diversos tipos de compulsão. Muito legal!

Re:sobre o site

Data: 09-06-2010 | De: 12passosdevida

Flávia,

Agradeço de coração. Volte sempre. Pode também propor conteúdos e links dentro do tema. Teremos todo o gosto em recebê-la sempre.

<< 2 | 3 | 4 | 5 | 6

Novo comentário